BUSCANDO INSERÇÃO DO FUTEBOL FEMININO EM IACANGA, PREFEITO ELI CARDOSO RECEBEU REPRESENTANTE DA CBF

O Prefeito Eli Cardoso recebeu na tarde desta quinta-feira (19), em seu gabinete, a Auxiliar Técnica da Seleção Brasileira Sub-17, Jéssica de Lima, juntamente com o Secretário de Esportes, João Carlos Lopes “Bugre”, o Coordenador de Esportes, Fernando Santoro, e o Estagiário da pasta, Yan Diovanni, para iniciar as conversas e implantar, a partir de 2021, o futebol feminino em Iacanga.

Prata da casa, ex-atleta profissional e, atualmente, na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Jéssica de Lima têm muito a oferecer para o esporte iacanguense, já que vive no futebol feminino desde criança e pode beneficiar o município com todo o seu conhecimento na área.

Jéssica enfatizou que gostou da conversa que teve com o chefe do executivo e com os responsáveis pela Secretaria de Esportes, e diz que irá buscar os recursos possíveis para implantar o futebol feminino no município. “Encontrei pessoas aqui que quer o bem para Iacanga. Cidadãos que enxergam isso, o bom para a cidade, eles não ficam limitados com o trabalho exclusivamente individualista. É bom para todo mundo, é bom para a cidade. Eu sei, sou fruto disso. Então, eu acredito que esse momento, agora, de vir trazer e propiciar este projeto para Iacanga, junto com as pessoas desta administração, se der certo, claro, nós vamos conversar mais ainda, à único e exclusivo intuito meu, de coração, é trazer para Iacanga e fazer bem para as pessoas que possam ser privilegiadas por isso”, frisa.

O prefeito destaca que o esporte poderá beneficiar não apenas os envolvidos no evento, mas principalmente o turismo. “A conversa com a Jéssica foi muito produtiva, já que pensamos a longo prazo. Caso este projeto dê certo, poderemos atingir o nosso objetivo que é ser Estância Turística. Assim, irá gerar um fator além do lazer para os munícipes, mas, principalmente, o financeiro, onde poderemos investir cada vez mais no turismo”, explica Cardoso.

“Hoje eu tenho um respeito [Na CBF], pela minha história, pela minha trajetória no futebol feminino, e isso respalda o pedido, com um olhar carinhoso para Iacanga. Fica 70, 80% encaminhado uma aquisição de um projeto desse eu estando lá. Então, com certeza, essas coisas se encaminham para o ano que vem, fica muito mais fácil de conseguir trazer este projeto, tendo todos os trâmites acertados juridicamente, não vejo muito empecilho para isso não”, finalizou Jéssica.

Caso o projeto venha a ser aprovado, Iacanga poderá ter, pela primeira vez na história, uma equipe feminina disputando o Campeonato Paulista.