DOCUMENTÁRIO “O BARATO DE IACANGA” SERÁ EXIBIDO NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA

O governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e o Museu da Imagem e Som, em parceria com a Prefeitura de Iacanga, exibirão o documentário “O Barato de Iacanga”, no próximo dia 6, às 20h, no estádio municipal “José Antônio Rossi”. A entrada é gratuita e a classificação etária é 14 anos.

“Iacanga é conhecida em todo Brasil e também no exterior por conta do Festival de Águas Claras. E estaremos exibindo esse novo documentário a toda população, com entrada gratuita. Convidamos a todos para assistir essa filmagem que mostra um pouco da história do município”, convida o prefeito Ismael Edson Boiani.

“O Barato de Iacanga” retrata uma fazenda familiar no interior de São Paulo que foi palco do mais lendário festival ao ar livre da música brasileira: o Festival de Águas Claras. Suas quatro edições, entre as décadas de 70 e 80, reuniram milhares de hippies e confundiram a ditadura.

O evento contou com importantes nomes da nossa música, como Gilberto Gil, Hermeto Pascoal, Luiz Gonzaga, Egberto Gismonti, Sandra de Sá, Raul Seixas, Alceu Valença e João Gilberto. Produtores e artistas, apoiados por raras imagens de arquivo, conduzem esse documentário musical que revela a verdadeira história de ativismo político e cultural por trás do festival conhecido como o “Woodstock brasileiro”.

O documentário musical “O Barato de Iacanga” foi concebido pelo estreante Thiago Mattar, jornalista que há quase dez anos pesquisa o tema. “Meu pai me contou essa história quando eu era adolescente. Eu estava assistindo ao documentário “Woodstock – três dias de paz, amor e música” na TV, quando ele parou na sala e me disse que tinha ido ao Woodstock brasileiro. Esse foi o ponto de partida inicial para que eu começasse a juntar as peças dessa história, até então apagada de nossa memória coletiva pela sombra dos anos de repressão vividos até 84, ano da última edição do festival”, conta.

As imagens de arquivo, os depoimentos atuais e os documentos secretos finalmente revelados convidam o público a participar da histórica jornada da criação até a transformação e o fim do maior festival ao ar livre da música brasileira.

Serviço: O estádio municipal “José Antônio Rossi” fica na Rua Rodrigo de Campos, s/nº – Centro.

você pode gostar também Mais do autor